Formatando o PC – Parte V (final)

Depois de quatro gloriosos posts enrolando os queridos leitores e contando em detalhes o que passei para formatar esse lindo PC, chego a última parte com um desfecho tão impressionante como o do último capítulo da novela “Ana Raio e Zé Trovão”. Que podre.

Como autor e constante checador de visitas do blog, percebi que vocês não apreciaram tanto a ideia de ter que esperar ansiosamente a próxima parte de cada post da saga, já que o tráfego do blog diminuiu um “tiquinho”. Imagino que vocês ficaram roendo as unhas de tanta agonia em ter que esperar, mas finalmente isso ficou para trás, já que as próximas frases repletas de ironia e sarcasmo serão as últimas desta saga, a menos que um raio caia em minha cabeça enquanto digito esse “trem” e eu não consiga terminar de contar a história a vocês.

Tá bom, exagerei um pouco agora detalhando a reação de vocês, mas tanto faz.

Só pra você se situar na história, o último post terminou assim:

Até aqui, você deve estar pensando que eu já sofri o bastante somente na formatação do PC e que na instalação dos drivers e programinhas básicos tudo daria certo e se procederia rapidamente, de forma bem tranquila e feliz.

Sinto em lhe dizer que não, as primeiras partes dessa saga foram bem leves pro que eu contarei a seguir. Pra você ter uma ideia, hoje, passados seis dias após eu ter começado essa formatação, ainda não terminei de instalar os programas que quero. Tudo culpa de que alguns não suportam a arquitetura 64 bits e que eu sou preguiçoso o suficiente para não ter paciência de ficar caçando no lado obscuro da Internet versões compatíveis com o meu sistema operacional.

Ok.

Finalmente consegui deixar o computador formatadinho e bonitinho lá, agora faltava instalar os drivers e os programas.

Como dito na Parte II, o trabalho de caçar os drivers é quase zero depois que descobri o programa SlimDrivers (e não, não estou sendo pago pra falar bem do programa, é que ele é realmente bom). E não foi diferente dessa vez; pelo menos nisso eu tive sorte. Baixei o programa, instalei e rapidinho ele escaneou os drivers que faltavam no meu computador (todos). Em alguns minutos, os drivers necessários estavam instalados e já estava pronto para instalar os programas.

Para não esquecer de nada, antes de formatar o PC fiz uma listinha dos programas que realmente deveria instalar em meu computador “novo”. Ignorei todos os que convertiam vídeos do YouTube para MP3, já que raramente utilizava esses aplicativos pesadíssimos. Mesmo assim, a lista ficou com 25 programas.

Os primeiros, sei lá, 20 programas foram extremamente fáceis de se encontrar, baixar e instalar. Os que sobraram é que começaram a causar stress, que era a Suíte de Aplicativos da Adobe (Photoshop, After Effects e outros menos importantes) e… bem, só a Suíte da Adobe mesmo.

Na verdade, o único aplicativo da Adobe que começou a dar “piti” foi o que mais preciso: o Photoshop. Pra você ter uma ideia, tive de baixar o mesmo programa umas 3 vezes, e até agora não consegui rodá-lo. É um problema tão complexo que tenho até medo de assustar vocês aqui, já que esse é um blog pessoal e não de tecnologia.

Entenda somente que o Photoshop tá dando tantos problemas na hora de instalá-lo que estou quase baixando um programa “genérico”.

Raiva

Me imagine com essa expressão

Conclusão: após sete dias contados a partir do dia em que iniciei a formatação do meu PC (e que também comecei a escrever essa saga), só tenho a dizer que, apesar de todos os problemas que passei durante esse tempo, não estou nada arrependido de ter trocado um sistema operacional de 32 bits por um de 64 bits. Tirando a parte em que até agora não consegui ativar o Photoshop, meu computador está muito mais rápido e, de qualquer forma, estou satisfeito.

Só espero nunca mais ter que passar por tudo isso para ter o PC do jeito que quero. Ou melhor, espero que largue logo esse Windows e migre para o Mac, que é tão “mais-melhor-de-bom” e bonito de se ver. Só falta ter o $$$.

*****

E é isso, povo. Tudo o que foi contado nas cinco partes dessa saga realmente aconteceu, com apenas uma pitada de exagero. Aguardem mais posts; vou tentar agradá-los com outras bobagens verídicas.

Anúncios

Um comentário sobre “Formatando o PC – Parte V (final)

Gostou do que leu? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s