Legal, fiquei viciado em Call of Duty

Quem diria que um dia ficaria viciado em algum jogo de tiro? Bem, acho que “ficar viciado” não é a expressão mais correta a ser utilizada nesse caso, “comecei a gostar pra valer” seria melhor. Ah, whatever.

O tal jogo é o tão conhecido e com ótimas críticas Call of Duty (COD, para os mais íntimos).

Como disse no último post, estava com uma grande vontade de descobrir “terras novas” quando se fala de games, já que como relatei não jogava nenhum jogo “decente” desde que larguei o The Sims. Então, querendo sair dessa “abstinência” de jogos decidi perguntar aos fieis visitantes deste blog que game deveria experimentar. Antes mesmo de publicar o post, fiz a mesma pergunta ao povo que me segue no Twitter e alguns segundos depois o amigo e ex-patrão Alessandro Junior dá logo sete sugestões de jogos de uma só vez. Detalhe: são jogaços, assim como eu queria.

Isso é que é ajuda

Isso é que é ajuda! Obrigado, Alessandro! =)

Mesmo recebendo em poucos segundos sete sugestões, algumas pessoas que não eram suficientemente preguiçosas para não escrever um comentário de poucas palavras deixaram suas sugestões, que foram: Super Mario, Age of Empires III, Minecraft e Terraria. Ótimas sugestões, mas eu realmente fiquei “encucado” quando o Alessandro sugeriu Call of Duty.

Passados dois dias, sem saber exatamente qual dessas sugestões aderir, demonstro toda a minha “tristeza” no meu Centro de Indiretas LTDA. (vulgo Twitter) dizendo isso:

Ânsia de gamer...

É isso que acontece quando ficamos muito tempo sem nada pra jogar.

E quem me responde novamente, batendo até mesmo o seu record anterior? O mesmo Alessandro ali de cima, falando para eu baixar (só na ilegalidade, hehe) experimentar o jogo “Call of Duty”, primeiro game da série de mesmo nome. E fui na dele.

O que aconteceu? Simplesmente adorei o jogo. Ótima jogabilidade, gráficos nem-tão-ruins-assim para um jogo de oito anos e diversão 10. Traduzindo: “viciei geral”.

Mas como não gosto de testar apenas uma edição de uma grande série, tentei experimentar “Call of Duty 4: Modern Warfare” que é bem mais novo e tem gráficos 1000 vezes melhores do que o primeirão. O único problema é que a placa de vídeo do meu PC é tão ruim, mas tão ruim que não roda nem com emuladores como o 3DAnalyze ou o SwiftShader. Faço uma ressalva: esse “Modern Warfare” nem é tão pesado assim, roda em qualquer computador que tenha uma placa de vídeo decente.

Vou ter que ficar com o Call of Duty “1” mesmo ou baixar a segunda edição da série que, além da que eu tenho no meu PC, é a única que roda nessa budega.

Pelo menos saciei o meu desejo.

Anúncios

Um comentário sobre “Legal, fiquei viciado em Call of Duty

Gostou do que leu? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s